Imprimir

Contemplação suplicante

Senhor, meu Deus, diz-me, por tua grande misericórdia, quem és para mim.
Diz à minha alma: “Eu sou a tua salvação”(Sal 34,3).
Diz de modo que eu escute!
Os ouvidos do meu coração estão diante de Ti, Senhor: abre-os e diz à minha alma: “Eu sou a tua salvação”.Correrei atrás dessa palavra e te segurarei.
Não escondas de mim a tua face!: que eu morra para contemplá-la e para não morrer.

Minha alma é morada muito pequena para te receber: será alargada por ti, Senhor.
Está em ruínas: restaura-a.
Tem coisas que ofendem os teus olhos? Bem o sei, não o nego.

Mas quem pode purificá-la? Por quem se não por ti, hei-de gritar: “Purifica-me, Senhor dos pecados ocultos e livra-me das minhas faltas”!.
Creio e por isso falo, Senhor: tu bem o sabes

S. Agostinho in "Confissões"

Imprimir